Por que o botão de soneca do seu despertador está arruinando seu sono

O botão de soneca é um daqueles pequenos luxos da vida e é fácil enganar a si mesmo, de manhã, dizendo que mais dez ou vinte (ou, ok, trinta) minutos de sono é tudo o que você precisa para começar bem o dia.

Mas se você é adepto da soneca pós-acordar, você não está fazendo um bem ao seu corpo e mente. No máximo, isso é uma muleta psicológica. No pior dos casos, os minutinhos extras de baixo das cobertas joga pelo ralo toda a química do seu cérebro para o dia inteiro. E, definitivamente, isso não o ajuda a descansar de verdade.

Química, é tudo uma questão de química

Por que você quer capotar de novo logo após acordar? Durante o início do sono, seu corpo libera serotonina na corrente sanguínea. Um neurotransmissor normalmente associado com o bem estar e a felicidade, ele acalma o corpo e oferece a sensação de contentamento que toma conta de você na medida em que o sono chega. Já dá para ter uma ideia do porquê o botão soneca ser tão tentador.

Ter o corpo inundado de serotonina não é pura alegria, porém. No decorrer da noite, os elementos químicos despejados na sua corrente sanguínea mudam. Um adulto médio precisa de 7~9 horas de sono por noite e, embora a quantidade exata varie de pessoa para pessoa, seu corpo sabe quando você dormiu o suficiente. Quando isso acontece, ele dispara dopamina para suprimir a sensação de sonolência e prepará-lo para se levantar. Ao tocar no botão soneca e voltar a dormir, você volta a pingar gotinhas de dopamina e seu corpo se transformar em um daqueles copos de fazer coquetéis, já que os neurotransmissores ficam malucos com as influências conflitantes. O sono extra pode liberar químicos que causam uma sensação boa, mas no fim das contas ele empurra seu corpo para direções contrárias. Essa confusão química faz com que você se sinta desorientado e torna mais difícil se levantar.

Curta, mas nada boa

Você provavelmente sabe que o sono ocorre em ciclos — uma complexa série de tipos de sono com diferentes características neurológicas e benefícios. Os dois mais importantes são o Movimento Rápido dos Olhos (REM, na sigla em inglês) e o sono profundo. O primeiro permite que seu cérebro passe um pente fino nas atividades do dia anterior, enquanto o segundo oferece o estado de descanso puro que seu corpo precisa para funcionar. Os dois vêm e vão durante a noite e a duração de cada estágio varia de pessoa para pessoa. Mas todos nós temos mais de sono profundo no começo da noite e mais sono do tipo REM antes de acordarmos naturalmente, desencadeado por uma mudança no equilíbrio químico.

Durante uma ou duas horas antes de você acordar, então, você está tendo basicamente um sono REM. Você sonha muito nesse período e consolida memórias recentes. Estranhamente, isso significa que seu corpo processa a maior parte dos eventos do dia anterior pouco antes de acordar naturalmente. Quando mais cedo você interrompe esse processo (digamos que configurando seu alarme para antes do que deveria acordar, apenas para ter aquela sonequinha de meia hora), menos tempo dá a si mesmo para processar aquelas experiências. Pesquisas mostram que interromper o sono REM pode atrapalhar suas funções mentais durante o dia.

Uma crença fundamental de que o botão de soneca é que pequenos intervalos de sono ajudará o corpo a descansar. Estudos sobre o sono fragmentado sugerem o contrário — o sono que é interrompido a cada minuto ou dez minutos pode levar a “prejuízos durante o dia relacionados à falta de sono” quando comparado à quantidade equivalente de sono ininterrupto. Em outras palavras, a soneca é pior e, se a maior parte do tempo que você passa na cama é tirando sonecas, espere prejuízos à sua memória, tempo de reação, interpretação e atenção.

O que você pode fazer

Se você acorda cansado toda manhã, é hora de encarar os fatos: você não está dormindo o bastante e não há soneca no mundo que corrija isso. O melhor conselho é ir para se deitar mais cedo até que você acorde naturalmente, antes do seu despertador — assim você sabe que está dormindo o que seu corpo precisa. Mas a quem queremos enganar? Embora a ideia de viver sem despertadores seja legal, isso provavelmente não acontecerá. Se a tentação do botão de soneca for muito grande, você pode pelo menos tentar minimizar seus efeitos negativos.

Assim, aproveite essa dica dos especialistas em sono fragmentado, que sugerem que o tempo ideal de soneca é por volta de 20 minutos. Menos que isso, você terá pouco benefício. Mas com muito mais, você corre o risco de cair em sono profundo, o que fará o acordar ser muito mais difícil. Apelar para uma soneca não é o ideal, mas menos destrutivo do que aqueles cinco ou dez minutinhos a mais pela manhã.

Claro, a tecnologia dos alarmes e despertadores continua a avançar. Em celulares Android e iPhones, você agora pode especificar o intervalo da soneca. Se você realmente não consegue resistir, programe o seu alarme para luxuosos 20 minutos. Isso diminuirá os estragos. [Foto: eflon/Flickr]

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s